quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

O que trará o meu coração no regresso?


A mala é pequenina, o bilhete é de comboio e a viagem demora 2 horas e meia.
Mas vai saber bem, vou ao encontro das saudades.

Para quando?...

Apetece-me tanto uma viagem. Daquelas com direito a bilhete de avião, mala grande e comprimido para o enjoo.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A janela está suja, mas...

O Céu disse-me que amanhã vai estar Sol...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Reunião de trabalho

Uma vez que não existe propriamente uma sede da empresa em Portugal, a cliente pediu para reunirmos em sua casa.
Como a sala estava ocupada, fui encaminhada para outra divisão.
O tempo todo estive sentada na beira da cama e a senhora numa cadeira de pano (daquelas muito boas para levar para a praia).
Eu pergunto. Quão credível pode ser este negócio?

domingo, 14 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Se ao menos amanhã fosse Sábado...

Tábua de queijos e enchidos. Tagliatelli salteado com salmão fumado, manga e ananás (...). Leite-Creme. Vinho bom.
Consegui rebolar até à cama. Agora duvido conseguir mudar de posição durante a noite inteira.

E aposto que vou sonhar com tanta coisinha que podia comprar com o dinheiro deste jantar...

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Londres, Novembro 2008 (foto de foto)

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Mais um sobre a queda

Quando no Domingo à noite, em pleno directo, o homem dos óculos resolveu atirar-se para o chão, eu estava confortavelmente instalada no meu sofá com um olho fechado e o outro aberto, a adiar a ida para a cama. Naquele momento despertei, claro está. E soltei um “ai...!” baixinho e fiquei na expectativa a ver se anunciavam um intervalo porque o homem tinha aberto a cabeça ou assim. E acho que me ri um bocadinho, mas só um bocadinho, porque de imediato ouvi a vozinha “Ana, não te rias da desgraça alheia que é feio” e portanto engoli o riso. Quando o vi agarrado à cabeça (mas sem sangue), “Ai coitado que ele agora vai ter que cantar e vai-se trocar todo” e a sentar-se ao piano “Pronto, agora é que é mesmo mau, ele não vai acertar com as teclas, está tudo perdido”, ajeitei-me também eu no sofá para ver o que sucedia. Entretanto, cantou ele, cantou ela e ninguém perdeu os sentidos. “Ok, correu bem, já passou, vamos aproveitar para ir para a cama que amanhã é dia e isto hoje já teve o seu momento alto...
Até ontem à tarde.
Ontem descobri que afinal a queda do homem não foi o momento alto do programa. Nem sequer o mais engraçado. A passear-me pelos blogs do costume (e tantos que falavam do mesmo), fui levada a rever as imagens do sucedido. E digo, sem dúvida nenhuma, o Manzarra esteve muito, mas muito melhor do que qualquer malho em directo. Desde o espontâneo “Ai f***-se!!” até ao rápido movimento como quem vai saltar de um penhasco, tudo isto a controlar o riso - digo eu, porque eu acho que o que lhe apetecia mesmo era mandar-se ele ao chão às gargalhadas - hilariante . E foi a minha vez de rir muito, até às lágrimas, sem vozinha nenhuma de fundo, com direito até a cuspir iogurte para o teclado. Foi muito, muito bom.

Muitos, bons, meus momentos

Keane - Perfect Symmetry

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Quero pedir-te, com quanta força tenho, que sejas paciente com tudo o que dentro do teu coração não foi ainda resolvido e que te forces a gostar das tuas próprias interrogações, como se de quartos fechados se tratasse ou de livros escritos numa língua muito estranha. Não procures as respostas que não te podem ser dadas porque não serás capaz de vivê-las. E o que importa é viver tudo. Vive, agora, as tuas interrogações. Talvez possas, depois, gradualmente, sem nisso reparares, viver até ao dia longínquo em que entres na resposta.”

Rainer Maria Rilke (1875-1926)

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Final de Domingo

Sofá, pijama, botija de água quente, manta, tv/pc [disputam a minha atenção :)].
Pena que nada seja perfeito, não é?...

Le fabuleux destin d'Amélie Poulain

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Não, 2ª feira não...


Pelo menos não igual a esta...