sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

2011

Durante muitos dias pensei neste ano que agora termina e de todas as vezes só me ocorreu uma palavra - desemprego. Hoje parei, obriguei-me a sentar e a pensar uma vez mais, com a agenda à minha frente. Li, relembrei, passei muitas páginas em branco (que dizem tanta coisa), senti e vi cada acontecimento como se fosse ontem. É verdade, 2011 foi o ano em que estive desempregada e que fez desta a minha maior preocupação, mas foi mais do que isso e eu não posso - nem devo - esquecer tudo o resto.
Em 2011...
Fiz milhares de kms de comboio, visitante assídua de Lisboa, cidade que aprendi a conhecer e a gostar; nasceu o Tiaguinho; (re)descobri Amigos; tirei um siso; passeei mais pelo meu Porto; fiz uma formação; fiz quase dois meses de fisioterapia à coluna; viajei até Dublin e Birmingham; fui a um casamento Indiano; com muita tristeza e alguma mágoa terminei uma relação; fiz muitas caminhadas matinais; fiz outra formação; festejei o meu 31º aniversário rodeada de gente que eu sei que gosta de mim; ganhei um amigo; vi pessoas próximas perder pessoas que amavam; a minha irmã esteve sempre a meu lado; comovi-me porque os lugares na mesa de Natal foram os mesmos do ano passado;  relembrei inúmeras vezes que o "amanhã" é incerto.

2011 não foi, para mim, um ano bonito. Mas ainda não foi o ano em que deixei de acreditar, lutar e ter esperança. Ainda que incerto, o "amanhã" pode ser muito melhor que hoje.
De manhã, o sol tem invadido o meu quarto. E não há melhor forma de acordar.

sábado, 24 de dezembro de 2011

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Coca-cola cherry

(a propósito do Postal Polar que recebi...)

Por motivos de força maior (obrigadinha, ó google. :p para ti) a Miss Scarlet não conseguiu comentar aqui no sítio, mas com a devida autorização publico o email que me enviou. De facto, é bom demais para ficar escondido.

"Olá, olá!
:D


Já estava a ficar ansiosa!!
Este ano esmerei-me, tentei arranjar um postal de natal original, mas era injusto deixar a 'ursa' de fora... eh eh!
Afinal ela é que é a mentora e força motora deste movimento ;)


Agora o que tu não sabes é que eu tentei arranjar-te um presente um bocadinho mais original... uma lata de coca-cola cherry! lolol!
Há uns 20 anos ou mais, a coca-cola inventou um sabor 'cherry', que desconfio que nem chegou a ser lançado na Europa.
Mas pus todos os meus colegas que viajaram a procurar pela dita coca-cola cherry :))
Zurique, Madrid, Açores e Brasil não tinham coca-cola cherry :(
Até contactei a coca-cola propriamente dita em Portugal ;)
Ou seja, além de teres ficado muito popular na minha empresa ;) deste origem a histórias muito engraçadas, porque me passou pela cabeça que se não gostas de coca-cola é porque ainda não provaste a coca-cola ideal para ti!


Mandar-te um gato pelo correio era mais complicado ;))

Fico muito contente por finalmente o meu postal ter chegado ao destino e espero que essa vela te traga também muita paz a ti.
E muita energia positiva para 2012!
"

Ora bem, por onde começar?...


Confesso que tenho alguma pena de não gostar de Coca-Cola mas acho que um dia chego lá (comecei a gostar de bacalhau aos 24 anos e desde então as noites de Natal não mais foram as mesmas). Agora, uma Coca-Cola cherry seria uma coisa muito à frente! :) Que odisseia...Valeu, e muito, a intenção, Miss Scarlet!!

Mais uma vez te agradeço o Postal e a velinha que acredito vá cumprir o seu propósito. Paz e energia positiva são duas das mais importantes coisas que desejo para o ano novo que se aproxima.

Um beijinho grande e Feliz Natal!!!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Chegou!! :)

Quando hoje cheguei a casa para não mais sair, parei no piso 0 para ver o correio. Ora, aviso dos CTT para levantar cartinha. Sobe até casa, engole qualquer coisa, tira novamente o carro da garagem e vai em busca do tão esperado Postal Natalício. Assine aqui, agora BI (ande lá com isso pf), ok é isto, pode levar. Passo apressado até ao carro, sento-me e abro o envelope endereçado a "Exma. Blogger Ana" (ah pois é). E pronto, sorri. Sorriso rasgado, mesmo.
Obrigada Miss Scarlet, o teu postal está delicioso. E ficaste tão bem ao lado da Ursa!
É verdade, não gosto de Coca-Cola (que fazer, sabe-me a mofo em estado líquido) e gosto muito pouco de gatos (um dia destes desenvolvo aqui esta questão), mas estou certa de que facilmente contornaremos estes obstáculos. :)
Uma coisa que não saberás é que descobri o "Miss Scarlet Red" há pouquinho tempo e que desde então o teu cantinho faz parte das minhas visitas regulares. Coincidência gira. Ainda ontem pensava "como é que a Miss Scarlet terá posto aqui estes floquinhos de neve a cair... gosto disto..."
Desejo que tenhas um Natal feliz e que o ano de 2012 te traga tudo o que desejas. Um beijinho grande!

Nota para o Pai Natal - Para o Natal, queria pf uma internet nova. É que este post foi escrito ontem e só hoje, a muito custo, consegui publicá-lo.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Natal dos Hospitais e Embrulhos de Natal

Há mais de 20 anos, tinha eu 8 ou 9, passava a tarde do "Natal dos Hospitais" a fazer embrulhos. Em casa da minha Avó, começava por reunir o papel que havia e a fazer laços com a ajuda da tesoura, entre um e outro presente desconcentrava-me com a televisão sempre ligada, quando acabava pedia mais prendas para embrulhar. Se não havia, eu fazia saquetas para quando fosse preciso. A tarde passava, o dia escurecia e eu não me importava de passar horas naquilo. A minha Avó dizia que eu tinha "muito jeitinho". Devo ter mesmo, porque continuam a pedir-me para fazer embrulhos. E foi o que fiz hoje, mais de 20 anos depois, acompanhada pelo "Natal dos Hospitais".

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

A minha Carta ao Pai Natal

Responder a anúncios de emprego ao som de músicas natalícias.

sábado, 10 de dezembro de 2011

Às vezes não sei se são as pessoas que me desiludem ou se sou eu que me desiludo com as pessoas com demasiada facilidade.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Eu, que falo sozinha por tudo e por nada. Em casa, a conduzir, no parque de estacionamento quando não sei do carro, no supermercado com as prateleiras. Chego aqui, cheia de coisas para dizer e não sai nada.

domingo, 4 de dezembro de 2011